Para Refletirmos

O pensamento comunista me trás sentimentos de profundo amor. É como as gotas de chuva para as plantas depois de um longo período de estiagem: vem para purificar e dar lugar a nova estação.

Miriam Pacheco S. Seixas

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Liberdade

Por: Miriam Pacheco

O Brasil o último país do continente americano a abolir a escravidão, e após séculos contatamos que pouca coisa mudou.




A Le
i Áurea, assinada pela princesa Isabel, em 13 de maio de 1888, após tantas outras leis que tinham a intenção de 'favorecer' aos negros com uma 'liberdade' forjada, a Lei Áurea foi a que teve a intenção mais próxima da liberdade, e extinguir a escravidão no Brasil. Mas a realidade dos negros estava muito longe de chegar a liberdade de fato, pois outros guilhões lhes foram impostos e que perduram até os dias atuais.

Apesar de declarada a abertura das senzalas, ainda nos falta extinguir as novas formas de senzalas que foram impostas aos negros: a senzala da desigualdade social.

Foram quebradas as correntes visíveis da escravidão, nos falta quebrar as que são invisíveis.


Trecho da Lei Áurea.

Declara extinta a escravidão no Brasil:

A Princesa Imperial Regente, em nome de Sua Majestade o Imperador, o Senhor D. Pedro II, faz saber a todos os súditos do Império que a Assembleia Geral decretou e ela sancionou a lei seguinte:
Art. 1.º: É declarada extinta desde a data desta lei a escravidão no Brasil.
Art. 2.º: Revogam-se as disposições em contrário.
Manda, portanto, a todas as autoridades, a quem o conhecimento e execução da referida Lei pertencer, que a cumpram, e façam cumprir e guardar tão inteiramente como nela se contém.
O secretário de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas e interino dos Negócios Estrangeiros, Bacharel Rodrigo Augusto da Silva, do Conselho de Sua Majestade o Imperador, o faça imprimir, publicar e correr.
Dada no Palácio do Rio de Janeiro, em 13 de maio de 1888, 67.º da Independência e do Império.



Dedico a amiga Sandra Cabral. Obrigada pela indicação do vídeo.

3 comentários:

  1. Olá Miriam, em primeiro lugar, obrigado pela visita. Em segundo, parabéns pela dedicação a essa questão tão fundamental pra todos nós que é a educação. E olha só que legal, você está aí em Ribeirão das Neves, terra do grande Henfil, pessoa fundamental na redemocratização do nosso país. Bem, é isso então, volto outras vezes. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  2. Realmente mudou muito pouco, ainda precisamos de leis para proteger minorias. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Oiii Miriam, fiquei feliz com sua visita, passei por aqui para te conhecer um pouco, parabéns por seus trabalhos, pensamentos. A educação precisa de pessoas como você dedicadas a democratizar o conhecimento. Espero que mesmo na distância trocarmos idéias. Abraços.

    ResponderExcluir